banner5

Quem é próximo na linha de sucessão após morte de Elizabeth 2ª

 

foto:Uol.noticias

Na linha de sucessão ao trono britânico, são levadas em consideração descendência, gênero, legitimidade e religião. Quem encabeça essa lista é Charles — filho mais velho da rainha com o príncipe Philip, duque de Edimburgo. Ele, que foi casado com a princesa Diana — morta em um acidente de carro em 1997 — se tornou pai do Príncipe de Gales, William, o segundo na linha sucessória ao trono. Ele agora, aos 73 anos, passa a ser rei Charles 3º. Harry, que também é filho de Charles, estaria atrás dos filhos de William, mas ele abdicou de suas funções de membro da realeza.
 
Depois de William, estão o príncipe George, de 9 anos, filho de William com Kate Middleton. George é sucedido por sua irmã, Charlotte, de 7 anos. Em quinto e sexto lugar, respectivamente, estão o príncipe Louis, de 4 anos, terceiro filho de William e Kate, e o príncipe Andrew, de 62 anos, irmão de Charles e terceiro filho de Philip e Elizabeth.
 
Segundo a BBC, a linha de ocupação do trono é regida por regras que datam de centenas de anos. Elas foram alteradas em 2013 para garantir que os filhos homens não tivessem mais precedência sobre suas irmãs mais velhas.
 
 
 
 
Sobre a rainha Elizabeth 2ª
 
 
 
 
Nascida em 1926, Elizabeth se casou com Philip em 1947. O Duque de Edimburgo morreu aos 99 anos, no Castelo de Windsor, em abril do ano passado. Em rede social, à época, a família britânica divulgou uma nota: “É com profunda tristeza que Sua Majestade, a rainha, anunciou a morte de seu amado marido, Sua Alteza Real, o Príncipe Philip, Duque de Edimburgo. Sua Alteza Real faleceu pacificamente esta manhã no Castelo de Windsor”. O seu falecimento não mudou a linha sucessória da realeza.
 
 
 
 
A monarca reinou por 70 anos e foi a sexta mulher a ascender ao trono britânico. O posto foi assumido em 1952, quando o Rei George 6º, seu pai, morreu. Antes dela, somente a sua trisavó, a rainha Vitória — que esteve no trono por 63 anos — detinha o recorde de reinado.
 
Por:Uol
Compartilhe:

Deixe um comentário