banner5

Camilo: “Não tem uma obra do Bolsonaro no Ceará”

 

 
Portal Opinião Ceará
 
 
Izolda, Elmano e Camilo sabem da importância da eleição de Lula. A governadora e o senador eleito não querem que Elmano tenha as mesmas dificuldades para conseguir verbas do Governo Federal, inclusive os repasses obrigatórios. Em seus discursos, Camilo acusa Bolsonaro de discriminar o Ceará, reter recursos e não auxiliar sequer em uma campanha de vacinação para as crianças. Izolda o acusa de cortes nos repasses para a educação e a cultura.
 
“Não será bom para o Ceará a eleição do Bolsonaro. Por isso, vamos tentar conquistar até 75% dos votos”, disse Camilo, para uma multidão no comitê do Lula em Fortaleza. O governador eleito Elmano de Freitas, na sede da Fetraece, foi enfático: “Aqui, me sinto em casa. Vamos pedir a todos trabalhadores rurais o voto dos familiares e amigos. Para o nosso governo, é bom que o Lula seja presidente”, pontuou.
 
 
A eleição no Ceará teve excelente resultado no plano majoritário para o PT. No campo proporcional, o partido terá que avançar bastante para ampliar o número de deputados estaduais e federais. Preocupado, Camilo está pedindo apoio de partidos aliados, inclusive, do maior deles, o PDT. O senador eleito sabe que os deputados e prefeitos votam em Lula, mas quer o empenho para pedirem votos. A relação entre PDT e PT será de “cutucões” nos próximos dias, com amplas chances de alinhamento de uma maioria, mas de grandes dificuldades com o grupo do partido de Brizola fechado com Ciro e Roberto Cláudio. Tudo dependerá do tamanho do tapete vermelho que o governador Elmano estender.
Compartilhe:

Deixe um comentário