banner5

Pernambuco libera aplicação da 5ª dose da vacina em idosos a partir de 80 anos

 

 

Em meio a uma nova onda de Covid-19, Pernambuco liberou a aplicação da quinta dose, ou terceiro reforço, da vacina para idosos a partir de 80 anos de idade. O anúncio foi feito, nesta segunda-feira (21), pela Secretaria Estadual de Saúde (SES-PE). No estado, asse público é formado por 264 mil pessoas.
 
Segundo o governo, alguns fatores foram fundamentais para a Comissão Gestora Bipartite (CIB) determinar a imunização para esse grupo.
 
Um levantamento feito pelo governo apontou que que há um “grande percentual” de pacientes maiores de 80 anos entre os internados pela Covid-19 nos leitos de terapia intensiva e enfermaria nas unidades de saúde.
 
Além disso, o estado confirmou, nas últimas semanas, a circulação da BQ.1 e da XBB, subvariantes da Ômicron.
 
A autorização da nova etapa de imunização acontece em um momento em que Pernambuco vivencia uma alta de casos da doença.
 
Na sexta-feira (18), o governo disse que seis de cada dez pacientes internados estão com a vacinação atrasada.
 
A taxa de ocupação de leitos de UTIs para pacientes de doenças respiratórias na rede pública aumentou 9%, em duas semanas.
 
Por meio de nota, o secretário estadual de Saúde, André Longo, afirmou que é preciso levar com consideração o fato de que “idosos acima de 80 anos sofrem com a imunossenescência e perda progressiva da imunidade associada ao avanço da idade”. Esses são fatores de risco para adoecimentos graves.
 
Longo também afirmou que foi necessário privilegiar esse público, uma vez que “o cenário atual aponta uma falta de disponibilidade, por parte do governo federal, de imunizantes que atendam toda a população.”
 
Sobre as novas variantes, o pediatra Eduardo Jorge, integrante do Comitê Estadual de Acompanhamento da Vacinação, afirmou que elas são “especialmente mais evasivas para a resposta imune das vacinas já administradas na população”.
 
Ainda segundo ele, o ideal seria contar no Brasil com as vacinas bivalentes, que incluem, ao menos, as subvariantes BA.4 e BA.5 da Ômicron.
 
Como o país ainda não dispõe desse tipo de imunizante, o especialista disse que há evidências de que novos reforços com a vacina da Pfizer induzem melhoria da proteção imunológica.
 
Como será a aplicação
 
A aplicação da quinta dose nos idosos a partir de 80 anos será feita com o produto da Pfizer, que já está no estado.
 
As vacinas destinadas a esse público serão enviadas para as Gerências Regionais de Saúde (Geres) na quarta-feira (23), onde ficarão disponíveis para retirada por parte dos municípios.
 
Também por meio de nota, a superintendente de Imunizações de Pernambuco, Ana Catarina Melo, afirmou que só poderão tomar a quinta dose aqueles idosos que já tenham, no mínimo, quatro meses de aplicação da quarta dose da vacina.
 
Do G1
Compartilhe:

Deixe um comentário