banner5

Lula sabe escalar seu exército

 

Ao anunciar, ontem, seus primeiros cinco ministros, entre eles o pernambucano José Múcio Monteiro, para a Defesa, o presidente eleito Luiz Inácio Lula da Silva (PT) mostrou que é, literalmente, um animal político. Sabe, como ninguém, escalar o exército da batalha como comandante que não abre mão das suas prerrogativas.
 
 
Como técnico habilidoso, fez a escalação com atenção e capricho. Primeiro, o núcleo duro, formado pelos petistas Fernando Haddad e Rui Costa, Fazenda e Casa Civil, respectivamente. José Múcio Monteiro e Flávio Dino, Defesa e Justiça, também pela ordem. O complemento se deu com Mauro Vieira, para o Itamaraty.
 
 
Os nomes, bem recebidos pelos aliados e o mercado, tende a solucionar impasses com a Câmara, com as Forças Armadas e, ainda, acalmar o setor financeiro. “Espero que Haddad fale sobre mercado, mas também fale das necessidades do povo”, disse Lula ao anunciar o nome do petista para comandar a equipe econômica.
 
A escolha foi antecipada porque Lula recebeu a informação de que os atuais titulares das Forças deixarão os cargos ainda neste mês, o que obrigou o presidente eleito a agir rápido para evitar uma crise militar no início do governo. Essa advertência foi feita pelo próprio ministro José Múcio, escolhido para pacificar as Forças Armadas.
 
Em sua fala, antes de anunciar os primeiros ministros, Lula disse que o seu governo vai apresentar um balanço do que foi deixado por Bolsonaro. Ressaltou que encontrou um “um governo com o corpo muito grande e a cabeça muito pequena”. “É um governo que não preparou administração desse País, um governo que preferiu falar e não conseguiu resolver os problemas que é preciso”, afirmou.
 
Por Blog do Magno
Compartilhe:

Deixe um comentário