banner5

Lula convida Camilo Santana, ex-governador e senador eleito pelo Ceará, para assumir o Ministério da Educação

 

O presidente eleito, Luiz Inácio Lula da Silva, convidou no início da semana o ex-governador e senador eleito Camilo Santana (PT-CE) para ser o futuro ministro da Educação.
 
Ao mesmo tempo, a ideia de Lula é ter a atual governadora do estado, Izolda Cela, como secretária nacional de Educação Básica.
 
Camilo deverá dar uma resposta a Lula nestes próximos dias.
 
Inicialmente o nome de Izolda era cotado para assumir a Educação. É que Lula quer aproveitar a força de senadores eleitos aliados dentro do Congresso, uma vez que muitos bolsonaristas também conquistaram mandatos de deputados e senadores.
 
Mas Lula decidiu abrir exceção para alguns nomes, como é o caso de Camilo Santana. Outra exceção até o momento foi a do senador eleito Flávio Dino (PSB-MA), já anunciado para a pasta da Justiça.
 
Minas e Energia
 
Além disso, Lula já sinalizou que Renan Filho (MDB-AL) deve ser o ministro de Minas e Energia, uma pasta historicamente comandada pelo MDB do Senado. Saíram de lá, por exemplo, os ex-ministros Edson Lobão e Eduardo Braga
 
O convite para Renan Filho ainda não foi formalizado. Lula aguarda para a próxima semana a definição das pastas consideradas políticas, que são aquelas que vão servir para compor a governabilidade.
 
Para esses ministérios, serão indicados políticos do MDB, União Brasil e PSD, tanto da Câmara quanto do Senado.
 
A indicação é que o senador Alexandre Silveira (PSD-MG) pode ficar com a Infraestrutura.
 
G1
Compartilhe:

Deixe um comentário