banner5

Casa de idosos mortos em Serra Talhada não tinha sinal de arrombamento, diz polícia

A casa dos idosos Cirilo Diniz de Carvalho, 87 anos, e sua esposa Maria do Socorro Bezerra Carvalho, 82 anos, assassinados nessa quarta-feira (28) no bairro Nossa Senhora da Penha, em Serra Talhada, não tinha sinais de arrombamento. A informação foi repassada pelo delegado municipal Alexandre Barros, que durante entrevista, contou ainda que uma quantia de R$ 1.700 foi encontrada em um dos cômodos de residência.

Apesar disso, segundo Barros, o local estava todo revirado, como se alguém estivesse a procura de algo. A Delegacia trabalha com a hipótese duplo homicídio ou latrocínio, roubo seguido de morte. Ainda, em conversa com a imprensa, o chefe de polícia confirmou que os corpos das vítimas exibiam marcas de violência. A polícia achou o corpo de Maria do Socorro deitado no banheiro do quarto e de Cirilo Carvalho sentado numa mesa, encostado numa cômoda.

 

Por Giovanni Sá Filho

Compartilhe:

Deixe um comentário