banner5

Vídeo: tiroteio entre milicianos mata universitário e fere crianças no Rio.

Além da morte do universitário, duas crianças ficaram feridas (foto: Reprodução / Redes sociais)
Além da morte do universitário, duas crianças ficaram feridas (foto: Reprodução / Redes sociais)

O tiroteio resultou na morte do estudante universitário Bernardo Paraiso.

Um tiroteio entre criminosos no município de Seropédica (RJ), na tarde desta segunda-feira (08), deixou um estudante universitário morto e duas crianças feridas.

De acordo com a Polícia Militar do Estado do Rio de Janeiro, policiais cercaram a região após a troca de tiros. A ação dos agentes resultou na prisão de dois criminosos, supostamente milicianos, e na apreensão de uma granada, um fuzil e duas pistolas.

As crianças feridas foram socorridas para a emergência do Hospital de Saracuruna, em Duque de Caxias (RJ).

Confira as informações completas no Metrópoles.

Policial Militar atira em ex no dia do divórcio, mata colega e se suicida.

Na tarde da última sexta-feira (5), um trágico evento chocou a cidade de Arapiraca, no agreste de Alagoas. Um policial militar tirou a vida de um colega de farda, tentou assassinar sua ex-companheira e, por fim, cometeu suicídio. A Secretaria de Segurança Pública de Alagoas confirmou a ocorrência.

O Crime

O cabo, que já estava envolvido com outra pessoa, comunicou a pessoas próximas sua intenção de ir à residência de sua ex-companheira com a intenção de matá-la. Não há confirmação de que estaria relacionada ao pedido de separação, apesar das datas dos fatos coincidirem.

Ao ser informado da ameaça, o soldado Eudson Felipe Cavalcante Moura, de 24 anos, pertencente ao mesmo 3º Batalhão da PM e que já havia colaborado com Moisés em operações anteriores, dirigiu-se à casa da mulher com o propósito de dialogar com seu colega de farda e dissuadi-lo do crime.

Registros de uma câmera de segurança instalada na rua onde reside a mulher capturaram o momento em que Moisés chega em um veículo branco e é abordado por Eudson. Uma breve conversa se segue, durando menos de um minuto, antes que Moisés empunhe uma arma e atire à queima-roupa, tirando a vida do colega instantaneamente.

Após o primeiro homicídio, o policial militar invade a casa de sua ex-companheira, disparando contra ela e causando ferimentos superficiais em seu braço e cabeça. Em seguida, ele se suicida no local.

Outras câmeras de segurança registraram a mulher ferida fugindo de sua residência após os disparos.

A vítima foi prontamente encaminhada ao Hospital de Emergência do Agreste, em Arapiraca, onde, de acordo com informações preliminares dos socorristas, não corre risco de vida. O boletim médico ainda não foi divulgado pela unidade hospitalar.

Além de policial militar, Eudson também era estudante de direito na Uneal (Universidade Estadual de Alagoas). A instituição emitiu um comunicado lamentando o ocorrido e descrevendo o universitário como “inteligente, atencioso e apaziguador”.

Welinton Rocha/ Do Noticia ao Minuto.

Tutor de pitbulls que atacaram escritora é preso por maus-tratos.

A escritora Roseana Murray foi atacada por três cachorros pitbulls por volta das 5h55 desta sexta-feira (05) enquanto fazia caminhada na em Saquarema  (foto: Divulgação)
A escritora Roseana Murray foi atacada por três cachorros pitbulls por volta das 5h55 desta sexta-feira (05) enquanto fazia caminhada na em Saquarema (foto: Divulgação)
Roseana Murray foi atacada por três cachorros na manhã desta sexta-feira (05) e está em estado grave.

O tutor dos cachorros que atacaram a poetisa Roseana Murray foi preso nesta sexta-feira (05) por maus-tratos aos animais. De acordo com a prefeitura de Saquarema (RJ), o homem foi preso pela equipe da 124ª Delegacia de Polícia (DP), que investiga os crimes de maus-tratos a animais, lesão corporal culposa e omissão na cautela de animais.

A escritora foi atacada por três cachorros pitbulls por volta das 5h55 desta sexta-feira (05) enquanto fazia caminhada na em Saquarema, na Região dos Lagos, no Rio de Janeiro. Ao jornal O Globo, uma vizinha de Roseana relatou que não foi o primeiro caso envolvendo os animas, mas foi o mais grave.

“Foi o primeiro dessa proporção. Mas o problema não é com os pitbulls, mas com a criação desses animais”, aponta. “Não sabemos com que finalidade são criados os animais. Mas eles pareciam estar com fome, chegaram a comer um pedaço do braço dela”.

O socorro foi feito pelo Quartel de Saquarema e a autora segue em estado grave.

Confira as informações no Correio Braziliense.

“Olhe para o céu”, mandava pai que estuprou 4 filhas e engravidou uma na Paraíba.

Um homem foi preso em Mataraca, no Litoral Norte da Paraíba, sob a suspeita de estuprar quatro filhas, uma delas engravidando. De acordo com relatos familiares ao delegado Sylvio Rabello, antes de cometer os atos violentos, o homem ordenava que as vítimas olhassem para o céu.

As denúncias datam de 2022, quando a mãe das vítimas reportou os abusos à Polícia Civil. As vítimas, com idades entre 14 e 23 anos, foram alvo de investigação detalhada.

A adolescente de 13 anos engravidou e, ao ser questionada pela irmã mais velha, relatou o que acontecia. A irmã responsável pelas meninas também foi abusada pelo pai, mas não chegou a denunciar na época. Ao descobrir que os abusos se repetiram com as mais novas, inclusive com a gravidez de uma delas, a jovem procurou a delegacia de Mamanguape e as investigações começaram.

Informações da Polícia Civil indicam que foi solicitada a interrupção da gestação da adolescente de 13 anos. Um exame de DNA confirmou que o suspeito era realmente o genitor dessa gravidez.

As adolescentes estão no Rio Grande do Norte.

Após a conclusão do inquérito, o suspeito foi detido por mandado judicial e encaminhado para um presídio na região do Vale do Mamanguape. A operação envolveu profissionais da 7ª Delegacia Seccional, com sede em Mamanguape, e da Delegacia da Mulher.

Do Notícia ao Minuto

 

Homem mata irmão com facadas; briga por R$ 5 teria motivado homicídio

IML do Recife fica em Santo Amaro  (Foto: Arquivo/DP)
IML do Recife fica em Santo Amaro (Foto: Arquivo/DP)

Crime aconteceu em Carpina, na Zona da mata Norte pernambucana, segundo polícia

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) procura um homem de 32 anos suspeito de matar o próprio irmão a facadas, na Zona da Mata Norte do Estado.

O caso chamou a atenção pela motivação do crime.

Informações  extraoficiais dão conta de que uma discussão por causa de R$ 5 teria provocado o homicídio.
O crime aconteceu no domingo (24), em Carpina, mas a polícia confirmou a ocorrência nesta segunda (25).
O caso foi registrado como homicídio consumado por uma equipe da Delegacia Seccional de Goiana, na mesma região.
Segundo a corporação, o homem de 36 anos foi morto após discutir com o irmão.
“O suspeito desferiu golpes de faca contra o irmão”, disse a  nota.
 
Como foi 
Ainda segundo informações, a vítima foi identificada extraoficialmente como Adriano Carlos Oliveira da Silva.
Ele realizava um serviço de limpeza de um matagal em um terreno baldio, na Zona Rural de Carpina, na Mata Norte do Estado, distante 57 quilômetros do Recife.

O suspeito, identificado extraoficialmente como José Luiz da Silva, chegou ao local e começou uma discussão com o irmão.

Em seguida, o suspeito sacou uma faca e desferiu golpes contra o irmão da região do tórax e do braço.

Após atacar o irmão, o suspeito fugiu do local sem ser incomodado.

A vítima chegou a ser levada para uma unidade hospitalar daquele município, mas não resistiu aos ferimentos e faleceu.

Por meio de nota, a polícia disse que “as investigações continuam até que o caso seja esclarecido”.

Após passar por perícia do Instituto de Criminalística (IC), o corpo da vítima foi encaminhado ao Instituto de Medicina Legal (IML), no bairro de Santo Amaro, na área Central do Recife.

Até a última atualização desta matéria não havia informações sobre a prisão do suspeito.

Por: Wilson Maranhão

Miliciano infiltrado no PSol ajudou a planejar morte de Marielle.

Morte de Marielle completa 2 mil dias e instituto ligado à vereadora alerta para violência política contra mulher - (crédito: Renan Olaz/CMRJ)

Os irmãos Brazão, indicados como os mandantes do assassinato da vereadora, teriam contratado um miliciano para se aproximar do partido e obter informações úteis para o plano de execução de Marielle

O planejamento da morte de Marielle Franco, assassinada em 14 de março de 2018, envolveu um miliciano infiltrado no Partido Socialismo e Liberdade (PSol). De acordo com relatório final da Polícia Federal (PF), Laerte Silva de Lima se filiou à sigla cerca de um ano antes da execução da vereadora e era responsável por “levantar informações internas” da legenda.

Segundo delação premiada de Ronnie Lessa, um dos executores de Marielle, Laerte alertou Domingos Brazão, um dos mandantes do crime preso neste domingo (24/3), de que a vereadora estaria pedindo para a população das regiões de atuação dos irmãos Brazão que não aderissem a “novos loteamentos situados em áreas de milícia”.

Durante as investigações, a PF constatou que, no período em que antecede a morte de Marielle, Laerte manteve “intensa comunicação” com o Major Ronald, miliciano indicado como um dos autores intelectuais do assassinato. Laerte é membro da milícia de Rio das Pedras e tinha ligação estreita com o Escritório do Crime — quadrilha de matadores de aluguel que atua na Zona Oeste do RJ.

A motivação para matar Marielle teria surgido de informações fornecidas por Laerte, que indicavam que a vereadora teria se tornado em um “obstáculo” aos interesses dos mandantes do crime. Isso porque o miliciano se infiltrou no PSol, inicialmente, para levantar dados gerais sobre os políticos do partido, já que os irmãos Brazão têm histórico de rivalidade com parlamentares da sigla.

Meses após a infiltração, Laerte começou a municiar os Brazão com informações sobre a atuação política de Marielle e o nome da vereadora se tornou alvo dos milicianos. “Domingos Brazão passou a ser mais específico sobre os obstáculos que a vereadora poderia representar. São feitas referências a reuniões que a vereadora teria mantido com lideranças comunitárias da região das Vargens, na Zona Oeste Rio de Janeiro, para tratar de questões relativas a loteamentos de milícia”, destaca o relatório da PF.

“Mencionou-se que, por conta de alguma animosidade, haveria um interesse especial da vereadora em efetuar este combate nas áreas de influência dos Brazão, dado que seria oriundo das ações de infiltração de Laerte”, relatou Lessa na delação. Os irmãos Brazão chegaram a ser alertados da possibilidade de Laerte estar inventando informações para “prestar contas” de sua infiltração no PSol, o que poderia levar a um “superdimensionamento das ações políticas de Marielle” em relação ao combate aos loteamentos ilegais.

Por: Aline Brito – Correio Braziliense.

Homem que ateou fogo na ex-companheira é condenado a 22 anos e dois meses de prisão.

O acusado cumprirá a pena, a princípio, em regime fechado na Penitenciária de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife  (Foto: Divulgação/Seres)
O acusado cumprirá a pena, a princípio, em regime fechado na Penitenciária de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife (Foto: Divulgação/Seres)
Edvaldo de Moura Oliveira foi julgado nesta quarta-feira (13) pelo crime que cometeu em 2017.
A Justiça condenou a 22 anos e dois meses de prisão o homem que confessou ter agredido e ateado fogo na ex-esposa, Mirelly dos Santos Oliveira, em 2017. Edvaldo de Moura Oliveira foi submetido a júri popular no Fórum Serventuário Antônio Camarotti em Abreu e Lima nesta quarta-feira (13).
Edvaldo de Moura foi condenado pelo crime de homicídio qualificado por motivo torpe, com recurso que dificultou a defesa da vítima. O crime foi classificado como feminicídio. Ele cumprirá a pena, a princípio, em regime fechado na Penitenciária de Igarassu, na Região Metropolitana do Recife.
A sessão foi presidida pelo juiz Felipe Arthur Monteiro Leal e a mãe da vítima, Mirani dos Santos, foi a única testemunha presente. O julgamento começou sem a presença do acusado a pedido da mãe da vítima, que afirmou não ter condições de ficar de frente com ele.
Mirani dos Santos afirmou que Edvaldo já estava planejando matar Mirelly dos Santos pois ele chegou no local do crime já com a gasolina que foi utilizada para queimar a ex-companheira.
De acordo com a mãe de Mirelly, sua filha possuía uma relação conturbada com o ex-companheiro.
Após a mãe da vítima ser ouvida, Edvaldo de Moura foi submetido a um interrogatório e o julgamento iniciou a fase dos debates entre o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) e a defesa do acusado. Em seguida, os jurados decidiram pela acusação de Edvaldo de Moura Oliveira, acatando na íntegra a tese do Ministério Público.
Edvaldo ainda pode recorrer à decisão da Justiça.
Relembre o caso
Edvaldo de Moura  foi até a casa da ex-companheira Mirelly dos Santos no dia 9 de novembro de 2017 alegando que iria visitar o filho. No entanto, chegando na residência, o homem agrediu a vítima com uma barra de ferro, a molhou com gasolina e ateou fogo, segundo investigações da polícia.
Mirelly tentou apagar o fogo com uma caixa d’ água, mas seu ex-companheiro jogou mais gasolina nela, fazendo com que o fogo se espalhasse ainda mais.
A vítima ficou com queimaduras no rosto, tórax e pernas e morreu após passar 15 dias internada.

Casa de Alceu Valença é alvo de tentativa de furto e moradores impedem ação de criminoso.

O crime aconteceu por volta das 8h e o criminoso passou um tempo observando o movimento da rua antes de invadir a residência (Foto: Cortesia)
O crime aconteceu por volta das 8h e o criminoso passou um tempo observando o movimento da rua antes de invadir a residência (Foto: Cortesia)

O caso aconteceu neste sábado (9) na parte da manhã.

Uma das casas do cantor Alceu Valença, localizada na Rua de São Bento, no Centro Histórico de Olinda, foi alvo de tentativa de furto neste sábado (9). Câmeras de segurança registraram o momento em que um homem retira cadeiras pela parte de trás da residência.
As imagens mostram quando o suspeito sobe por um poste para invadir o imóvel e logo em seguida sai com quatro cadeiras. Logo em seguida, moradores impedem a ação dos criminosos e conseguem colocar os móveis de volta na casa.
O crime aconteceu por volta das 8h e o criminoso passou um tempo observando o movimento da rua antes de invadir a residência. Segundo testemunhas, o cantor utiliza a casa como repouso quando vai para Olinda.
A tentativa de furto foi compartilhada por um grupo de moradores que visam preservar o Centro Histórico de Olinda. “É uma situação que evidencia o completo abandono do espaço que deveria ser preservado e que é patrimônio da humanidade. A invasão à casa de Alceu é apenas a ponta do iceberg de uma omissão do poder público”, destaca o vereador Vini Castello.
Esta casa ficou famosa nas redes sociais após as aparições do cantor durante o carnaval. Alaceu Valença possui outra casa na Rua Rua Prudente de Moraes, também no Sítio Histórico.
O Diario de Pernambuco tentou entrar em contato com a Polícia Civil para saber se o caso foi registrado, mas não obteve retorno.

Viatura da polícia é incendiada na frente de delegacia; câmeras flagram ousadia de criminoso.

Viatura foi incendiada na frente de delegacia  (Foto: Redes Sociais)
Viatura foi incendiada na frente de delegacia (Foto: Redes Sociais)

Caso aconteceu em Cupira, no Agreste pernambucano, e foi registrado pelo sistema de segurança do distrito policial.

Um homem ateou fogo a uma viatura da polícia em um ataque que aconteceu na frente da Delegacia de Cupira.
Por meio de nota enviada ao Diario de Pernambuco neste domingo (10), a Polícia Civil disse que o caso foi registrado no sábado (9), como dano/depredação.
Imagens que circulam pelas redes sociais mostram o momento em que um homem chega ao lado da viatura.
Homem ateou fogo a uma viatura na frente de delegacia  (Foto: Redes Sociais )
Homem ateou fogo a uma viatura na frente de delegacia (Foto: Redes Sociais )
De camiseta escuta, ele coloca algum objeto perto do veículo.
Segundo depois da saída dele, o carro começa a pegar fogo. 
Também na nota, a polícia disse que a viatura que estava na frente da delegacia quando foi  incendiada por uma pessoa. O criminoso conseguiu fugir.
“Um inquérito policial foi instaurado e maiores informações poderão ser repassadas em momento oportuno”, afirmou a corporação.
Motos
Em fevereiro deste ano,  um incêndio de grandes proporções atingiu as instalações de uma delegacia e destruiu dezenas de motocicletas que estavam apreendidas no pátio da unidade policial.
O caso aconteceu em São Bento do Una, no Agreste do Estado, distante 205 quilômetros do Recife.
As chamas atingiram todas as dependências do galpão em que as motocicletas estavam estacionadas,
No entanto, o fogo não se propagou para as demais instalações do distrito policial.

Garoto de 15 anos e jovem são assassinados em ataque a tiros, em novo duplo homicídio no fim de semana.

DHPP fica no Recife  (Foto: Arquivo)
DHPP fica no Recife (Foto: Arquivo)

Crime aconteceu em Camaragibe, no Grande Recife. No sábado (9), dois irmãos também foram mortos no Recife e dois idosos foram assassinados em Paulista.

Um garoto de 15 anos e um jovem de 18 anos foram assassinados  a tiros em um ataque ocorrido em Camaragibe, non Grande Recife.
Esse foi o terceiro duplo homicídio consumado notificado pela Polícia Civil, no fim de semana, na Região Metropolitana.
Segundo a polícia, o caso foi registrado no sábado (9) pela Força Tarefa de Homicídios da Região Metropolitana Norte.
Em nota  enviada ao Diario de Pernambuco, neste domingo (10),  a corporação afirmou que trata o caso como um duplo homicídio consumado.
O crime aconteceu  no Alto Santo Antônio.
 “Relatos iniciais afirmam que as vítimas, um adolescente de 15 anos e um homem de 18, estavam dentro de uma residência quando foram surpreendidos por seis homens desconhecidos que efetuaram os disparos e fugiram em seguida”, afirmou a nota.
Ainda segundo a polícia,  as investigações foram iniciadas e “seguirão até a completa elucidação dos fatos”.
Informações extraoficiais dão conta de que os jovens foram identifica dos como
Kauã Guilherme Gomes da Silva e Adrian Ryan de Oliveira Ezequiel.
Autoria e motivações desse crime ainda são desconhecidas.
O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Os corpos foram leva dos para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central do Recife.
Duplos do fim de semana
Também no sábado, aconteceram outros dois duplos homicídios no Grande Recife.
Em Brasília Teimosa, na Zona Sul da capital, um ataque a tiros deixou dois irmãos mortos,
Segundo a Polícia Civil, durante a fuga, dois suspeitos desse crime trocaram tiros com a Polícia Militar e um deles morreu.
No Janga, em Paulista, no Grande Recife, dois idosos foram assassinados com golpes de enxada, em ruas próximas.
O suspeito de praticar esse crime brutal foi preso em flagrante pela Polícia Militar.
Mais duplos homicídios
Desde o fim de fevereiro, Pernambuco registrou ao menos oito duplos assassinatos.
Um dos casos envolveu  pai e filho, em Casinhas, no Agreste.
Um dos corpos foi decapitado, segundo a Polícia.
O caso foi registrado no dia 4 de março.
Antes do crime de Casinhas, o caso mais recente aconteceu no município de Brejo da Madre de Deus, no Agreste do Estado.
Um ataque a tiros resultou no assassinato de dois homens e duas pessoas feridas, entre elas, uma criança de apenas 5 anos.
O caso aconteceu na terça (27), mas foi confirmado pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) na quarta (28).
As vítimas foram atacadas por criminosos armados, enquanto andavam pelo Sítio Bela Vista, próximo a Vila Cavalo Ruço, na Zona Rural daquele município, distante 201 quilômetros do Recife.
As vítimas fatais não tiveram nome e idade revelados, e as outras duas vítimas atingidas pelos disparos foram um homem, de 42 anos, e uma criança, de 5.
Eles foram levados, inicialmente, para o Hospital Municipal Doutor José Carlos de Santana, mas, posteriormente, devido a gravidade dos ferimentos tiveram que ser transferidos para outras unidades de saúde da região.
“Foi instaurado inquérito policial para apurar todos os fatos, identificar a autoria e a motivação do crime”, disse a Polícia Civil por meio de nota.
Após passar por perícia do Instituto de Criminalística (IC), os corpos das duas vítimas foram recolhidos para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, também na região do agreste pernambucano.
Sequência 
Diario de Pernambuco divulgou, desde 24 de fevereiro, , casos diários de duplo homicídio registrados no Estado.
Na segunda (26), em Ibimirim, no Sertão pernambucano, dois irmãos foram assassinados e uma adolescente ficou ferida a tiros, no bairro Boa Vista.
Carlos da Silva Barbosa, de 18 anos, a irmã dele, Caroline Vital Silva Barbosa, de 14 anos, e uma adolescente de 15 anos estavam dentro de um carro, quando desconhecidos efetuaram diversos disparos de espingarda calibre 12 e pistola calibre 380.
De acordo com informações, a adolescente baleada seria namorada de Carlos.
Os irmãos não resistiram aos ferimentos e morreram no local. A adolescente de 15 anos foi socorrida em estado grave.
Já no fim de semana, cinco duplos homicídios foram registrados em Pernambuco.
Entre  sábado (24) e domingo (25), dois homens foram mortos a tiros na Várzea, na Zona Oeste do Recife.
A Polícia Civil de Pernambuco registrou esse caso por meio da equipe de Força Tarefa de Homicídios na Capital.
As vítimas, dois homens, um com 31 anos e outro de idade não informada, foram encontradas sem vida, com perfurações de arma de fogo, na rua Estevão de Sá.
Também foram registrados duplos homicídios no Coque, na Ilha Joana Bezerra, na área central do Recife, e em Paratibe, em Paulista, na Região Metropolitana.
Em Salgueiro, no Sertão, um casal foi assassinado em um ataque em que mais de 30 tiros foram efetuados contra um carro.
Em Gravatá, no Agreste, pai e filho foram assassinados com vários tiros.
No Coque, dois homens foram assassinados e outro ficou ferido, no sábado (24).
Em Paratibe, também no sábado, também foram assassinados dois homens.
Em Salgueiro, as vítimas foram identificadas apenas como Damião e Damiana. O casal estava dentro de um carro, atingido por mais de 30 disparos de arma de fogo.