banner5

Governo Federal prevê salário Mínimo de 1.502,00 para 2025

O Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) enviado ao Congresso Nacional nesta segunda-feira (15/4) prevê salário mínimo de R$ 1.502 para 2025. O aumento representa 6,37% a mais do que o piso de 2024, de R$ 1.412. A quantia segue a nova fórmula estabelecida pela política permanente de valorização do mínimo de Luiz Inácio Lula da Silva (PT).

Segundo o governo, o projeto terá meta de déficit zero para 2025, e não de superávit, como projetava previsão do ano passado.

O PLDO é a base para o segundo orçamento federal elaborado pelo terceiro governo Lula. O projeto será detalhado nesta segunda por secretários do Ministério do Planejamento e Orçamento e do Ministério da Fazenda.

As informações são do Portal Metrópoles.

Calendário Bolsa Família 2024: confira se seu benefício foi bloqueado e quando parcela será depositada

imagem do calendário do Bolsa Família 2024

Surpreendentes mudanças estão afetando os beneficiários do Bolsa Família, interrompendo repentinamente o fluxo de recursos essenciais.

Para evitar serem surpreendidos por tais reviravoltas, é imperativo que os cidadãos absorvam as informações abaixo e ajam prontamente para atualizar suas informações.

Numa escala abrangente, uma miríade de brasileiros se vê confrontada com a suspensão do seu benefício do Bolsa Família.

Este revés é fruto de uma vigilância inclemente por parte do governo federal, que intensificou seus esforços para eliminar duplicidades e garantir a integridade do sistema.

Assim sendo, aderir estritamente aos critérios estabelecidos é crucial para evitar interrupções indesejadas no recebimento do benefício. Manter as informações atualizadas no Cadastro Único é uma salvaguarda contra tais inconvenientes.

Veja como atualizar os dados do Bolsa Família:

A fim de efetuar a atualização dos seus dados, recomenda-se a visita a uma unidade do Cadastro Único em seu município.

Importante ressaltar que, para os cidadãos que possuem filhos ou dependentes, é imprescindível apresentar a documentação pertinente.

Não há tempo a perder. Evite que a falta de comprovação cadastral e dados obsoletos no sistema do CadÚnico resultem na suspensão do seu benefício do Bolsa Família.

Calendário Bolsa Família 2024 Abril

Veja as datas de quando as parcelas serão depositadas neste mês de abril:

  • NIS finalizado em 1: pagamento no dia 17 de abril;
  • NIS finalizado em 2: pagamento no dia 18 de abril;
  • NIS finalizado em 3: pagamento no dia 19 de abril;
  • NIS finalizado em 4: pagamento no dia 22 de abril (antecipado para 20 de abril);
  • NIS finalizado em 5: pagamento no dia 23 de abril;
  • NIS finalizado em 6: pagamento no dia 24 de abril;
  • NIS finalizado em 7: pagamento no dia 25 de abril;
  • NIS finalizado em 8: pagamento no dia 26 de abril;
  • NIS finalizado em 9: pagamento no dia 29 de abril (antecipado para 27 de abril);
  • NIS finalizado em 0: pagamento no dia 30 de abril.

Suzyanne Freitas

Semana de 4 dias: empresas que participam de teste no Brasil já notam resultados positivos

Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Experimento acontece por seis meses em 22 companhias. Participantes dizem que produtividade aumentou e funcionários se sentem mais engajados

Vinte e duas empresas brasileiras estão participando de um experimento para avaliar os impactos da semana de trabalho de 4 dias, uma iniciativa da organização sem fins lucrativos 4 Day Week, que conduz testes sobre o assunto ao redor do mundo, e a brasileira Reconnect Happiness at Work.

Entre aquelas que já implementaram o modelo, os resultados apontam aumento na produtividade e colaboradores mais felizes, que também se mostraram propensos a permanecer nos seus cargos.

As empresas se inscreveram para o experimento em agosto. Entre setembro e outubro, passaram por uma fase de treinamento. Duas companhias já começaram a implementar o modelo em dezembro. A maior parte das demais empresas pretendia iniciar a semana de 4 dias em janeiro de 2024.

Essas informações constam em relatório divulgado pela 4 Day Week Brasil. Segundo o documento, as companhias cadastradas no piloto se dividem entre microempresas, com cinco colaboradores, e médias empresas, com cerca de 250 funcionários.

Há também as grandes empresas Soma, do Grupo Dreamers, e uma rede de hotéis, que preferiu não revelar sua participação no piloto. Algumas optaram por testar inicialmente departamentos selecionados, enquanto outras decidiram implementar a semana de 4 dias para todos os times.

São 22 empresas, em cinco estados, com 280 funcionários inscritos nos testes;

Mais de 70% das empresas pretendem implementar o modelo para todos os colaboradores;

Seis companhias concentram os testes em algum departamento, de início.

Renata Rivetti, diretora da Reconnect Happiness At Work, disse em entrevista ao Globo, que as empresas estão tendo ótimos resultados:

Leia mais

Pernambuco foi selecionado para receber 8,9 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida

Governo libera 8,9 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida para Pernambuco
Governo libera 8,9 mil moradias do Minha Casa, Minha Vida para Pernambuco – Foto: Ricardo Stuckert/PR

Estado foi contemplado nas categorias Rural e Entidades; 582 unidades habitacionais na modalidade Entidades ficam no Recife

O estado de Pernambuco foi contemplado com 8.947 moradias do Minha Casa, Minha Vida (MCMV) nas categorias Rural e Entidades. O anúncio dos contemplados pelo programa de habitação foi feito em Brasília, pelo presidente Luiz Inácio Lula da Silva nesta quarta-feira (10).

No Estado, serão 6.203 moradias na modalidade Rural e 2.744 na modalidade Entidades. A iniciativa vai atender mulheres chefes de família, comunidades quilombolas, povos indígenas e famílias que vivem em áreas de risco.

O MCMV Rural subsidia a produção ou a melhoria de unidades habitacionais para agricultores familiares, trabalhadores rurais e famílias residentes em área rural.

O programa MCMV Entidades oferece aos movimentos sociais de luta por moradia a autonomia para a construção de unidades habitacionais. As entidades solicitam o financiamento através da Caixa Econômica Federal, e o banco faz o gerenciamento da construção do habitacional.

A iniciativa dá aos movimentos sociais a autonomia para cadastrar as famílias beneficiadas e indicar o projeto que melhor atendia à realidade delas. Cada unidade possui 44,5 metros quadrados e é composto por sala, cozinha, área de serviço, dois quartos e um banheiro.

Somados ao Fundo de Arrendamento Residencial (FAR), são 19.223 unidades habitacionais em Pernambuco já garantidas, representando 11,92% de todo país.

Com investimento nacional previsto de R$ 11,6 bilhões, a seleção das novas moradias vai atender mais de 440 mil pessoas em todo o país.

Leia mais

Lula assina MP que prevê redução de 3,5% a 5% na conta de luz.

Medida Provisória foi assinada nesta terça-feira (09) (foto: Valter Campanato/Agência Brasil )
Medida Provisória foi assinada nesta terça-feira (09) (foto: Valter Campanato/Agência Brasil )

Texto também permite investimentos de R$ 165 bilhões em energia limpa.

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva assinou, na tarde desta terça-feira (9), no Palácio do Planalto, uma medida provisória (MP) para permitir investimento em geração de energia sustentável e redução de reajustes anuais nas contas de luz até 2026.

A proposta prevê R$ 165 bilhões em geração hidroelétrica, eólica, solar e de biomassa. Segundo o governo, a proposta pode gerar até 400 mil empregos com os investimentos privados. Para que isso seja viabilizado, a MP, segundo o governo, permite adequação de prazos de projetos de geração de energia limpa e renovável ao cronograma de implantação das linhas de transmissão leiloadas pelo governo para escoamento para o centro de carga. Os empreendimentos de energia renováveis poderão acrescentar até 34 gigawatts (GW) de potência ao Sistema Interligado Nacional (SIN), segundo projeções do Ministério de Minas e Energia (MME)

A proposta também antecipa recebimento de recursos a serem pagos no processo de privatização da Eletrobras. Esses recursos pagariam os custos adicionais de energia pelo efeito da pandemia e da crise hídrica de 2021. A medida pode reduzir entre 3,5% a 5% os reajustes anuais nas contas de luz, de acordo com o ministro de Minas e Energia, Alexandre Silveira.

“Vamos corrigir um erro grotesco que o setor elétrico conhece bem, do governo anterior. Alguém, em algum momento, achou uma ótima ideia fazer negócios com juros elevadíssimos e jogar o boleto no colo dos brasileiros e brasileiras mais pobres e da classe média, que são os consumidores regulados”, destacou o ministro, que disse que os recursos serão usados para quitar empréstimos cujos juros estavam sendo repassados ao consumidor final.

“Vamos quitar, vamos trabalhar para isso, os empréstimos criados a juros abusivos, contraídos durante a [pandemia de] covid e durante escassez hídrica para minimizar e impedir mais aumento de energia. Devemos R$ 11 bilhões para diminuir a conta dos brasileiros. Essas duas contas foram contraídas de forma irresponsável e nunca deveriam ter sido jogadas no colo do consumidor de energia”, acrescentou.

No evento, Lula não se manifestou. O ministro da Casa Civil, Rui Costa, disse que o governo vai buscar medidas para não onerar os consumidores.

“O Brasil já tem as condições mais competitivas de produção de energia limpa do mundo. Portanto, nós agora temos que aproveitar todo o investimento que foi feito para caminhar no sentido da desoneração da energia do consumidor. E ao dizer isso, nós queremos só reforçar que o nosso desejo, a nossa expectativa é que esses investimentos possam rapidamente contribuir para a geração de emprego.”

A proposta de MP será publicada em edição regular do Diário Oficial da União (DOU), nesta quarta-feira (10). O texto tem validade imediata, mas precisa ser aprovado pelo Congresso Nacional em até 120 dias.

Amapá

A MP também adequa à média da Região Norte os reajustes da energia do Amapá. O estado tinha previsão de reajuste neste ano de 44%.

“Essa medida corrige a injustiça que estava sendo feita com o povo tucuru. O estado do Amapá tinha um aumento previsto de 44% na conta de luz. Isso era um absurdo”, disse Silveira.

Em novembro de 2020, mais de 90% da população do Amapá passaram mais de 20 dias praticamente sem energia elétrica ou com fornecimento limitado, num dos maiores e mais longos apagões de energia da história do país.

Por: Agência Brasil.

Forbes: bilionária mais jovem do mundo é brasileira e tem 19 anos

Bilionária brasileira é a mais nova do mundo
Foto: Reprodução / Perfil Brasil

Ela tem patrimônio estimado em US$ 1,1 bilhão e está na lista dos 25 ricaços com menos de 33 anos de idade

A bilionária mais jovem do planeta é brasileira. Lívia Voigt, de 19 anos, tem um patrimônio estimado em US$ 1,1 bilhão, segundo o ranking dos ricaços de 2024 da revista Forbes, divulgado nesta terça-feira (2/4). Lívia é neta de Werner Ricardo Voigt, falecido em 2016, um dos fundadores da indústria de equipamentos elétricos Weg, a multinacional com sede em Santa Catarina.

A fortuna de Lívia vem da participação minoritária que ela mantém na companhia. De acordo com a Forbes, a garota estuda psicologia e é dois meses mais nova que o segundo colocado no ranking dos jovens bilionários, o italiano Clemente Del Vecchio, herdeiro da EssilorLuxottica, dona de marcas como a Ray-Ban.

Lívia e sua irmã mais velha, Dora Voigt de Assis, de 26 anos, estão entre os sete novos integrantes da lista deste ano dos 25 bilionários mais jovens do mundo.

Nesse ranking, todos têm 33 anos ou menos. O patrimônio combinado dessa turma é de US$ 110 bilhões. Pela primeira vez em 15 anos, todos com menos de 30 anos são herdeiros.

Na lista geral, há poucos que construíram fortunas por conta própria, os “self-made”. Nesse segundo grupo, constam jovens que criaram empresas como Snap, Gymshark e Oculus VR. Shunsaku Sagami, do Japão, por exemplo, tornou-se bilionário tocando uma corretora de fusões e aquisições que usa recursos de inteligência artificial (IA).

Outros jovens bilionários que herdaram as suas fortunas incluem os irmãos Mistry, da Irlanda, os Del Vecchio, da Itália, além de Sophie Luise Fielmann, da Alemanha. A morte de familiares fez com que esses jovens herdassem suas riquezas.

Metrópoles

Calendário Bolsa Família 2024: veja quando começa pagamento de abril

Beneficiários do Bolsa Família começam a receber parcelas referentes a abril no dia 17 – Foto: MDAS/ Divulgação/Reprodução/ND

Neste mês, a Caixa Econômica Federal começa a pagar a parcela do Bolsa Família a partir do dia 17 de abril. Para saber que dia o benefício é pago, é preciso localizar o último dígito do Número de Identificação Social (NIS) na lista abaixo.

Calendário do Bolsa Família em abril de 2024

  • NIS final 1: 17 de abril;
  • NIS final 2: 18 de abril;
  • NIS final 3: 19 de abril;
  • NIS final 4: 22 de abril;
  • NIS final 5: 23 de abril;
  • NIS final 6: 24 de abril;
  • NIS final 7: 25 de abril;
  • NIS final 8: 26 de abril;
  • NIS final 9: 29 de abril;
  • NIS final 0: 30 de abril;

O governo realiza o pagamento de um valor base de R$ 600,00, mas com o novo adicional, o valor médio do benefício sobe para R$ 679,23.

Pagamentos extras do Bolsa Família

  • Famílias que utilizam gás de cozinha como fonte de energia – R$ 102
  • Famílias com crianças de 0 a 6 anos de idade – R$ 150;
  • Famílias com jovens entre 7 e 18 anos incompletos – R$ 50;
  • Mulheres grávidas no eixo familiar – R$50.

Quem tem direito de receber o Bolsa Família 2024

Para ter direito ao Bolsa Família, a principal regra é que a renda de cada pessoa da família seja de, no máximo, R$ 218 por mês. Além disso, é necessário que o interessado esteja registradas no CadÚnico.

Como solicitar o Bolsa Família 2024

A família elegível precisa estar devidamente inscrita no Cadastro Único, com os dados corretos e atualizados. A inscrição é feita em um posto de cadastramento ou atendimento da assistência social no município.

Como solicitar o Bolsa Família 2024

A família elegível precisa estar devidamente inscrita no Cadastro Único, com os dados corretos e atualizados. A inscrição é feita em um posto de cadastramento ou atendimento da assistência social no município.

PÉ-DE-MEIA: CAIXA inicia pagamentos do programa

Foto: MEC/reprodução

Os pagamentos seguem até o dia 3 de abril, quando o banco faz o último crédito para os nascidos em novembro e dezembro.

A CAIXA inicia nesta terça-feira (26) os pagamentos do programa Pé-de-Meia. Os créditos serão feitos de forma escalonada direto no CAIXA Tem. O primeiro pagamento será o incentivo a matrícula, que iniciará com os estudantes nascidos nos meses de janeiro e feveireiro. Os pagamentos seguem até o dia 3 de abril, quando a CAIXA faz o último crédito para os nascidos em novembro e dezembro.

Tiago Cordeiro, vice presidente em exercício de Governo da CAIXA, fala da importância do programa.

“O Pé-de-Meia vem para combater um sério problema que acham de educação brasileira, que é evasão escolar. O programa é uma iniciativa importante para incentivar a permanência dos estudantes na escola, promover a conclusão do Ensino Médio e a redução das desigualdades sociais entre os jovens. Com esse incentivo financeiro, o estudante vai poder continuar seu caminho na escola, com muito mais tranquilidade. Com isso, poderá se qualificar para ingressar no ensino superior e no mercado de trabalho.”

O estudante que for contemplado pelo programa e não tiver conta, não precisa se preocupar. A CAIXA vai abrir, de maneira automática, uma conta poupança caixa tem para que o estudante possa receber o benefício.
Para saber se foi contemplado, o estudante pode acessar o “app Jornada do Estudante” ou o site do MEC. As informações a respeito do pagamento dos incentivos podem ser consultadas no “app CAIXA Tem”, disponível em todas as lojas de aplicativo, e o portal cidadão, que pode ser acessado pelo endereço cidadao.caixa.gov.br.

“Além de proporcionar a democratização do acesso à educação e à segurança para estudante, a CAIXA reforça assim o seu papel de agente de desenvolvimento econômico social do país”, afirma o vice-presidente da CAIXA, Tiago Cordeiro.

Outras informações sobre os pagamentos do pé-de-meia estão disponíveis em: www.caixa.gov.br/pédemeia

Fonte: Brasil 61

Desoneração dos municípios: nova proposta da Fazenda deve beneficiar 2.500 cidades

Diante do vai-e-vem com a desoneração da folha de pagamento, uma contraproposta do Ministério da Fazenda deve aliviar as contas para metade dos municípios brasileiros. A pasta está negociando a apresentação de um projeto de lei que inicia em 14% a contribuição do INSS dos municípios — nem os 8% atuais, nem os 20% previstos para voltarem a valer em 1º de abril.

Segundo a proposta, que ainda está sendo elaborada pela equipe econômica e deve ser apresentada na semana que vem, a contribuição ao INSS deve começar em 14% — e subir 2 pontos percentuais por ano, até o programa acabar em 2027. O que valeria para cidades de até 50 mil habitantes, com receita corrente líquida per capita de até R$ 3,9 mil.

  • 14% em 2024
  • 16% em 2025
  • 18% em 2026
  • 20% em 2027

No município de Barra do Rio Azul (RS), de apenas 1.600 habitantes, a novidade traz certo alívio para o prefeito Marcelo Arruda.

“Nós entendemos que ele pudesse manter o projeto do que jeito que está seria muito melhor, mas até 50 mil habitantes vai beneficiar as pequenas e médias cidades que são as que estão passando mais dificuldade . Para poder enfrentar esse  momento de queda de arrecadação e manter os serviços públicos.”

Para ter acesso ao benefício, o município precisaria em contrapartida , segundo o texto, estar adimplente ou aderir a um plano de consolidação das dívidas com parcelamento futuro.

Benefício para os mais pobres

Com essas novas regras de acesso, a desoneração da folha beneficiaria os municípios mais pobres. O governo prevê que 2,5 mil cidades seriam beneficiadas com a alíquota da contribuição previdenciária mais baixa.

Leia mais

Carnaíba é o primeiro município de PE a pagar segunda parcela de precatórios aos professores e injeta mais de R$ 1 milhão na economia local.

A Prefeitura de Carnaíba, no Sertão do Pajeú, efetuou o pagamento da segunda parcela dos precatórios aos professores da rede municipal. Com a medida da gestão do prefeito, Anchieta Patriota, o município se tornou o primeiro do estado de Pernambuco a honrar este compromisso junto aos educadores.

O pagamento representa 30% do total devido, seguindo o compromisso firmado no ano de 2022, quando foi pago 40% do montante.

“É mais uma ação do nosso governo que reafirma o compromisso que temos com o direito e bem-estar dos nossos professores”, diz o prefeito, Anchieta Patriota.

Além da valorização, com o pagamento, a Prefeitura de Carnaíba injetou cerca de R$ 1.100.000,00 na economia local.

Em 2025, será concluído o pagamento com a última parcela, garantindo assim a quitação integral dos precatórios.

Blog do Aryel Aquino.