banner5

Veja como fica o caso de Rodrigo Carvalheira após a saída do presídio.

 Rodrigo Carvalheira recebeu alvará de soltura e saiu da prisão com tornozeleira eletrônica, na tarde desta quarta-feira (16). (Foto: Reprodução/Instagram)
Rodrigo Carvalheira recebeu alvará de soltura e saiu da prisão com tornozeleira eletrônica, na tarde desta quarta-feira (16). (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário é suspeito de crimes sexuais. MPPE ofereceu denúncia em um dos casos.

O empresário Rodrigo Carvalheira, suspeito de ter estuprado 3 mulheres, foi liberado do Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), na Região Metropolitana do Recife, onde estava preso desde o dia 11 de abril. Ele recebeu alvará de soltura na tarde desta quarta-feira (16), e saiu da prisão com tornozeleira eletrônica.
Próximos passos
Até o momento, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) denunciou Rodrigo por um dos casos, os outros dois continuam em análise. Cabe ao Ministério Público denunciar o acusado, mas é de responsabilidade da Justiça de Pernambuco torná-lo réu ou não.
Segundo informações extraoficiais, não confirmadas pela Polícia Civil, investigadora do caso, há mais dois casos novos de queixas contra o empresário.
Procurada pelo Diario de Pernambuco, a Polícia Civil afirmou que não poderia repassar informações.
Relembre o caso
Rodrigo Carvalheira é empresário do ramo imobiliário do Recife, e já foi secretário de turismo do município de São José da Coroa Grande, no sul de Pernambuco.
Três mulheres relataram terem sido estupradas por ele nos anos de 2009, 2011 e 2019. De acordo com a advogada de Rodrigo, Graciele Queiroz, a primeira vítima relata que em 2004, 2006 e 2009 se relacionou com Rodrigo Carvalheira, e que ele a estuprou em uma festa. Ela tinha 18 anos e teria sido dopada com algum tipo de droga entregue pelo empresário.
Outras duas mulheres denunciaram o empresário pelo mesmo crime. Uma delas alegou que Rodrigo “enfiou um comprimido” na boca dela, de característica entorpecente, como ecstasy. A vítima afirmou não se lembrar de nada, e que acordou com o empresário em cima dela, e posteriormente encontrou manchas de sangue pela casa.
Por fim, o último dos 3 casos denunciados teria acontecido em 2011, quando a vítima em questão tinha entre 16 e 17 anos, e teria sido levada por Rodrigo para um motel contra a própria vontade após sair de uma festa.
A ação criminosa foi enquadrada no artigo 217-A do Código Penal, ou seja estupro de vúlnerável.
De acordo com a equipe de defesa de Rodrigo, o acusado não foi preso pelos crimes, e sim pela atitude de manter conversas por telefone com uma amiga delegada. Segundo a advogada do empresário, essa ação foi mal interpretada como uma tentativa de Rodrigo de obstruir a justiça.
Rodrigo se alega inocente e sua defesa afirma que sua prisão é exclusivamente de cunho político.
Por: Diário de Pernambuco.

Empresário Rodrigo Carvalheira é solto do Cotel; MPPE oferece denúncia à Justiça.

O empresário Rodrigo Carvalheira, investigado por estupros, deixou o Cotel nesta quarta-feira (17)
O empresário Rodrigo Carvalheira, investigado por estupros, deixou o Cotel nesta quarta-feira (17) – REPRODUÇÃO/TV GLOBO

Justiça concedeu a liberdade provisória, nesta quarta-feira (17), mas suspeito está usando tornozeleira eletrônica.

Após ficar seis dias preso, o empresário pernambucano Rodrigo Dib Carvalheira deixou o Centro de Observação e Triagem (Cotel), em Abreu e Lima, no Grande Recife, no final da tarde desta quarta-feira (17). A liberdade provisória foi concedida pela Justiça, mas o suspeito de estupro permanecerá usando uma tornozeleira eletrônica.

No início da noite, o Ministério Público de Pernambuco (MPPE) confirmou que ofereceu a primeira denúncia à Justiça contra o empresário. Outras duas investigações, concluídas pela Polícia Civil, ainda estão sob análise de promotores. Os crimes atribuídos ao suspeito na denúncia não foram revelados.

A 18ª Vara Criminal do Tribunal de Justiça de Pernambuco (TJPE) vai decidir se aceita ou não a denúncia. Por enquanto, além do monitoramento eletrônico, o empresário não poderá deixar o País. Ele teve o passaporte retido.

As queixas foram feitas por três mulheres (todas do círculo social e de amizade do empresário), que afirmaram que foram dopadas e, quando acordaram, apresentavam sinais de abuso sexual – os casos ocorreram entre os anos de 2009 e 2019.

De acordo com a TV Globo, duas novas vítimas procuraram a Polícia Civil para denunciar o suspeito. Os casos estão sob apuração.

O QUE DIZ A DEFESA?

Em nota à imprensa, a advogada Graciele Queiroz, que representa Carvalheira, informou que recebeu “com naturalidade a decisão da Justiça Pernambucana, que acolheu o pedido da defesa e restabeleceu a liberdade do Rodrigo Carvalheira”.

“Reforçamos que o empresário sempre esteve à disposição das autoridades para prestar todos os esclarecimentos necessários”, informou o texto.

Quem é Rodrigo Carvalheira?

Além de empresário do ramo imobiliário e também atuar com produções de eventos, Rodrigo Carvalheira foi eleito presidente do PTB em Pernambuco, em outubro de 2023.

O partido se fundiu ao Patriota e se tornou o PRD. Ele foi secretário de Turismo do município de São José da Coroa Grande, no Litoral Sul do Estado, por um ano, e deixou o cargo em dezembro de 2023 por “fins políticos”, de acordo com a gestão municipal.

A Executiva Nacional do PRD decidiu que expulsá-lo do quadro de filiados, após o anúncio da prisão.

Por: JC.

Caso de jovem sequestrado no Grande Recife expõe ausência de investigação policial nos fins de semana.

Delegacia da Boa Vista, na área central do Recife, fechada à noite
Delegacia da Boa Vista, na área central do Recife, fechada à noite – ARTUR BORBA/JC IMAGEM

Vítima de 27 anos foi levada por criminosos na tarde da sexta-feira (12), mas buscas só começaram três dias depois. Adeppe denuncia baixo número de delegacias 24h.

O caso do auxiliar de carga e descarga Alisson da Rocha Alves, de 27 anos, que foi roubado e sequestrado no Loteamento Cidade Garapu, no Cabo de Santo Agostinho, no Grande Recife, expõe a ausência de investigações e de delegacias abertas 24h em Pernambuco. O problema é antigo, mas se intensificou nos últimos anos – principalmente pela falta de efetivo policial.

Alisson seguia de moto, por uma área de mata, quando foi abordado pelos bandidos, na última sexta-feira (12). O pai dele, também no veículo, foi liberado. Mas o jovem foi levado. Na tarde do mesmo dia, familiares estiveram na Delegacia do Cabo de Santo Agostinho para registrar a queixa. Em entrevista à imprensa, eles contaram ter passado cerca de três horas esperando atendimento. Logo depois, a unidade policial encerrou o expediente, só reiniciado na manhã dessa segunda-feira (15) – quando as buscas passaram a ser realizadas.

A Polícia Civil de Pernambuco foi questionada sobre a demora de três dias para o início das investigações, mas a assessoria não comentou o assunto. Confirmou apenas que estava em apuração a ocorrência de sequestro/cárcere privado.

Alisson segue desaparecido. Informações podem ser repassadas à Ouvidoria da Secretaria de Defesa Social (SDS), que funciona de segunda a sexta, das 7h às 19h, nos números: 0800-0815001 e (81) 9.9488-3455.

ACERVO PESSOAL
Alisson da Rocha Alves, de 27 anos, foi levado por criminosos durante uma abordagem – ACERVO PESSOAL.

“SITUAÇÃO PREOCUPANTE”, AVALIA ADEPPE

Em queda de braço com o governo do Estado desde novembro do ano passado por cobrança de reajuste salarial, a Associação de Delegados e Delegadas de Polícia de Pernambuco (Adeppe) vem denunciando com frequência os problemas enfrentados na segurança pública.

Em comunicado à coluna Segurança, a entidade afirmou que a falta de delegacias abertas 24h atinge todo o Estado, sobretudo no interior. Na capital, por exemplo, há apenas duas unidades funcionando ininterruptamente: a Delegacia de Boa Viagem e a Central de Plantões da Capital.

“Com quase um milhão e meio de pessoas vivendo no Recife, temos apenas duas delegacias que trabalham em regime de 24 horas, como se a bandidagem trabalhasse em regime comercial. É imprescindível que a gente volte ao ano de 2012, quando existiam as delegacias de plantão em cada AIS (Área Integrada de Segurança). Recife compõe 5 Áreas Integradas de Segurança e o ideal é que todas as 5 AIS tenham sua delegacia de plantão”, disse o presidente da Adeppe, delegado Diogo Melo Victor.

Em 2012, quatro delegacias localizadas na capital funcionavam 24h: Boa Viagem, Várzea, Casa Amarela e Santo Amaro.

MAIOR PARTE DOS CRIMES OCORRE À NOITE

“A concentração de delegacias de plantão é ruim para Polícia Militar, que tem que se deslocar para outro território, deixando sua base e perímetro ostensivo. É péssimo também para a vítima, em virtude do deslocamento para uma unidade distante do local do fato. É terrível para Polícia Civil, que perde informações precisas para investigação e elucidação do caso, até porque vai ser apurada por outra equipe que não tem conhecimento dos fatos da localidade e das investigações em andamento”, pontuou a entidade, no comunicado.

“É preciso que tenhamos mais delegacias abertas e bem equipadas, com quantidade de pessoas suficiente para atender com presteza a população. Inadmissível a maioria das delegacias fecharem às 18h, logo no período de maior incidência criminal” reforçou Diogo Melo Victor.

De acordo com a Secretaria de Defesa Social (SDS), 40% das mortes violentas intencionais registradas em 2023 aconteceram no horário noturno.

Por: JC.

 

Tráfico: Policias Militar e Civil fizeram operação e apreenderam 05 pessoas em Afogados da Ingazeira

Na tarde da terça (16/04/2024), uma ação integrada entre Policiais Civis da Delegacia de Polícia da 167ª Circunscrição de Afogados da Ingazeira, juntamente com Policiais Militares do 23º BPM, culminou na prisão em flagrante de cinco pessoas, na Rua São Judas Tadeu, conhecido como Beco da Rua Nova, em Afogados da Ingazeira. Segundo denúncia anônima, alguns homens estavam no interior de uma residência, no local acima referenciado, comercializando entorpecentes.

Utilizando-se de técnicas de investigação, os Policiais Civis e Militares se aproximaram do local, realizaram uma rápida vigilância, e logo em seguida, conseguiram ingressar no imóvel, onde encontrados cinco homens, e apreendidas 85 (oitenta e cinco) pedras de entorpecentes, provavelmente crack, além de uma pedra maior, de aproximadamente cinco gramas, além de dinheiro em espécie. Os homens lá capturas ficaram se acusando reciprocamente.

Ato contínuo, através de informações decorrentes de investigação da Polícia Civil, no Inquérito Policial que investiga o crime de Homicídio ocorrido no último dia 03 de abril de 2024, foi verificado que um dos suspeitos do crime estava lá na residência onde ocorreu a abordagem, e que este estava residindo em outro imóvel há pouco tempo, e que teria servido de local de esconderijo dos executores do delito referenciado (Homicídio do dia 03 de abril de 2024), na Rua Antonio José de Lemos, no Bairro São Sebastião.

Assim, logo após verificação in loco, subsidiados pelos elementos colhidos na investigação do Homicídio, bem como das apreensões atuais dos entorpecentes, os Policiais Civis e Militares ingressaram no local, e lá encontraram escondidos em uma mala, uma pedra pesando aproximadamente 178 gramas de substância semelhante à crack, e uma outra pedra pesando 103 gramas de possível pasta base de cocaína, e mais cinco invólucros de substância entorpecente semelhante à cocaína, pesando aproximadamente cinco gramas, além de um Revólver MARCA TAURUS, CAL .38, OXIDADO, NUMERAÇÃO 55343, MUNICIADO COM 6 MUNIÇÕES DO MESMO CALIBRE, INTACTAS, MARCA CBC. Os presos foram interrogados sobre a prática de delitos de Tráfico de drogas, Organização criminosa, e Homicídio.

Afogados FM

Polícia Civil indicia Rodrigo Carvalheira, suspeito de ter estuprado três mulheres.

Rodrigo Carvalheira é proprietário de um bar no Bairro do Recife e possui empreendimentos imobiliários (Foto: Reprodução/Instagram)
Rodrigo Carvalheira é proprietário de um bar no Bairro do Recife e possui empreendimentos imobiliários (Foto: Reprodução/Instagram)

O empresário está preso desde a última quinta-feira (11) no Cotel.

A Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) indiciou o empresário Rodrigo Carvalheira, investigado por estupro, em três inquéritos. Segundo a Polícia Civil, os procedimentos foram encerrados na segunda-feira (15), quando o foram enviados ao Ministério Público de Pernambuco (MPPE).
O empresário está preso desde a última quinta-feira (11) no Centro de Observação e Triagem Professor Everardo Luna (Cotel), em Abreu e Lima, na Região Metropolitana do Recife.
De acordo com o mandado de prisão, Rodrigo Carvalheira é investigado pelo crime de estupro de vulnerável, previsto no artigo 217-A do Código Penal. De acordo com o artigo, a condição de vulnerável é entendida para as pessoas que não têm o necessário discernimento para a prática do ato, devido a enfermidade ou deficiência mental, ou que por algum motivo não possam se defender.
A Polícia Civil de Pernambuco informou que “três inquéritos foram concluídos e remetidos na data de ontem (15.04) ao Ministério Público de Pernambuco, com indiciamento do investigado. Mais informações não podem ser repassadas no momento, pois os casos correm em segredo de justiça”.
A defesa do empresário também foi procurada e informou que até o momento não recebeu “nenhuma movimentação no processo”.
Entenda o caso
Rodrigo Carvalheira é proprietário de um bar no Bairro do Recife e possui empreendimentos imobiliários. Ele também foi sócio de uma boate que fechou em 2015, na Zona Sul da cidade.
Três mulheres relataram terem sido estupradas pelo empresário nos anos de 2009, 2011 e 2019. De acordo com a advogada, a primeira vítima relata que em 2004, 2006 e 2009 teve um relacionamento com Rodrigo Carvalheira e que teria sido estuprada em uma das festas promovidas pelo empresário. Na época, a vítima tinha 18 anos e teria sido dopada com algum tipo de droga entregue pelo empresário.
Além desta mulher, outras duas denunciaram o empresário pelo mesmo crime. Uma delas alegou que Rodrigo “enfiou um comprimido” na boca dela, comprimido este que seria um ecstasy. A vítima disse não se lembrar de nada e que acordou com o empresário em cima dela e que viu manchas de sangue pela casa.
O outro caso relatado teria acontecido em 2011, quando a vítima em questão tinha entre 16 e 17 anos e teria sido levada por Rodrigo para um motel contra a própria vontade após sair de uma festa.
A ação criminosa foi enquadrada no artigo 217-A do Código Penal, ou seja estupro de vúlnerável.

 

“Viúva Negra” pernambucana é presa pela polícia.

Uma mulher identificada como Luiza Marcelino da Silva, de 79 anos, mais conhecida como “Viúva Negra”, foi presa na ultima quinta-feira (4), em São Benedito do Sul, na Mata Sul de Pernambuco, suspeita de ter matado dois homens com quem foi casada.

A prisão foi executada por policiais civis da 87ª Delegacia de São Benedito do Sul, com o apoio da equipe da 77ª Delegacia de Quipapá.

Por meio de nota, a Polícia Civil informou que “registrou no dia 04.04, através da 87ª Delegacia de São Benedito do Sul, a ocorrência de cumprimento de mandado de prisão, expedido pela 1ª Vara Regional de Execução Penal da Capital, em desfavor de uma mulher de 79 anos pelo crime de homicídio. Após a aplicação dos procedimentos administrativos, ela foi encaminhada para a audiência de custódia, ficando à disposição da justiça”.

Do Diário de Pernambuco.

Sertão de Pernambuco registrou aumento de roubos e homicídios em fevereiro

O Sertão pernambucano apresentou aumento da criminalidade em fevereiro deste ano, na comparação com o mesmo período de 2023. Os dados foram aferidos pela Gerência Geral de Análise Criminal e Estatística da Secretaria de Defesa Social (GGAE) e divulgados pelo Governo do Estado nesse fim de semana.

De acordo com o levantamento, o Sertão registrou aumento no número de Crimes Violentos Contra o Patrimônio (CVPs), que compreende roubos, indo de 162 em fevereiro de 2023 para 199 em 2024. Em relação aos homicídios, foram 33 ocorrências no segundo mês de 2023 e 37 na mesma época de 2024.

Apesar da elevação de roubos e homicídios no Sertão, o governo afirma que, no geral, o Estado fechou fevereiro deste ano com uma redução de 12,4% nos CVPs e de 1% nos homicídios.

Afogados FM

Viatura da polícia é incendiada na frente de delegacia; câmeras flagram ousadia de criminoso.

Viatura foi incendiada na frente de delegacia  (Foto: Redes Sociais)
Viatura foi incendiada na frente de delegacia (Foto: Redes Sociais)

Caso aconteceu em Cupira, no Agreste pernambucano, e foi registrado pelo sistema de segurança do distrito policial.

Um homem ateou fogo a uma viatura da polícia em um ataque que aconteceu na frente da Delegacia de Cupira.
Por meio de nota enviada ao Diario de Pernambuco neste domingo (10), a Polícia Civil disse que o caso foi registrado no sábado (9), como dano/depredação.
Imagens que circulam pelas redes sociais mostram o momento em que um homem chega ao lado da viatura.
Homem ateou fogo a uma viatura na frente de delegacia  (Foto: Redes Sociais )
Homem ateou fogo a uma viatura na frente de delegacia (Foto: Redes Sociais )
De camiseta escuta, ele coloca algum objeto perto do veículo.
Segundo depois da saída dele, o carro começa a pegar fogo. 
Também na nota, a polícia disse que a viatura que estava na frente da delegacia quando foi  incendiada por uma pessoa. O criminoso conseguiu fugir.
“Um inquérito policial foi instaurado e maiores informações poderão ser repassadas em momento oportuno”, afirmou a corporação.
Motos
Em fevereiro deste ano,  um incêndio de grandes proporções atingiu as instalações de uma delegacia e destruiu dezenas de motocicletas que estavam apreendidas no pátio da unidade policial.
O caso aconteceu em São Bento do Una, no Agreste do Estado, distante 205 quilômetros do Recife.
As chamas atingiram todas as dependências do galpão em que as motocicletas estavam estacionadas,
No entanto, o fogo não se propagou para as demais instalações do distrito policial.

Garoto de 15 anos e jovem são assassinados em ataque a tiros, em novo duplo homicídio no fim de semana.

DHPP fica no Recife  (Foto: Arquivo)
DHPP fica no Recife (Foto: Arquivo)

Crime aconteceu em Camaragibe, no Grande Recife. No sábado (9), dois irmãos também foram mortos no Recife e dois idosos foram assassinados em Paulista.

Um garoto de 15 anos e um jovem de 18 anos foram assassinados  a tiros em um ataque ocorrido em Camaragibe, non Grande Recife.
Esse foi o terceiro duplo homicídio consumado notificado pela Polícia Civil, no fim de semana, na Região Metropolitana.
Segundo a polícia, o caso foi registrado no sábado (9) pela Força Tarefa de Homicídios da Região Metropolitana Norte.
Em nota  enviada ao Diario de Pernambuco, neste domingo (10),  a corporação afirmou que trata o caso como um duplo homicídio consumado.
O crime aconteceu  no Alto Santo Antônio.
 “Relatos iniciais afirmam que as vítimas, um adolescente de 15 anos e um homem de 18, estavam dentro de uma residência quando foram surpreendidos por seis homens desconhecidos que efetuaram os disparos e fugiram em seguida”, afirmou a nota.
Ainda segundo a polícia,  as investigações foram iniciadas e “seguirão até a completa elucidação dos fatos”.
Informações extraoficiais dão conta de que os jovens foram identifica dos como
Kauã Guilherme Gomes da Silva e Adrian Ryan de Oliveira Ezequiel.
Autoria e motivações desse crime ainda são desconhecidas.
O caso será investigado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP).
Os corpos foram leva dos para o Instituto de Medicina Legal (IML), em Santo Amaro, na área central do Recife.
Duplos do fim de semana
Também no sábado, aconteceram outros dois duplos homicídios no Grande Recife.
Em Brasília Teimosa, na Zona Sul da capital, um ataque a tiros deixou dois irmãos mortos,
Segundo a Polícia Civil, durante a fuga, dois suspeitos desse crime trocaram tiros com a Polícia Militar e um deles morreu.
No Janga, em Paulista, no Grande Recife, dois idosos foram assassinados com golpes de enxada, em ruas próximas.
O suspeito de praticar esse crime brutal foi preso em flagrante pela Polícia Militar.
Mais duplos homicídios
Desde o fim de fevereiro, Pernambuco registrou ao menos oito duplos assassinatos.
Um dos casos envolveu  pai e filho, em Casinhas, no Agreste.
Um dos corpos foi decapitado, segundo a Polícia.
O caso foi registrado no dia 4 de março.
Antes do crime de Casinhas, o caso mais recente aconteceu no município de Brejo da Madre de Deus, no Agreste do Estado.
Um ataque a tiros resultou no assassinato de dois homens e duas pessoas feridas, entre elas, uma criança de apenas 5 anos.
O caso aconteceu na terça (27), mas foi confirmado pela Polícia Civil de Pernambuco (PCPE) na quarta (28).
As vítimas foram atacadas por criminosos armados, enquanto andavam pelo Sítio Bela Vista, próximo a Vila Cavalo Ruço, na Zona Rural daquele município, distante 201 quilômetros do Recife.
As vítimas fatais não tiveram nome e idade revelados, e as outras duas vítimas atingidas pelos disparos foram um homem, de 42 anos, e uma criança, de 5.
Eles foram levados, inicialmente, para o Hospital Municipal Doutor José Carlos de Santana, mas, posteriormente, devido a gravidade dos ferimentos tiveram que ser transferidos para outras unidades de saúde da região.
“Foi instaurado inquérito policial para apurar todos os fatos, identificar a autoria e a motivação do crime”, disse a Polícia Civil por meio de nota.
Após passar por perícia do Instituto de Criminalística (IC), os corpos das duas vítimas foram recolhidos para o Instituto de Medicina Legal (IML) de Caruaru, também na região do agreste pernambucano.
Sequência 
Diario de Pernambuco divulgou, desde 24 de fevereiro, , casos diários de duplo homicídio registrados no Estado.
Na segunda (26), em Ibimirim, no Sertão pernambucano, dois irmãos foram assassinados e uma adolescente ficou ferida a tiros, no bairro Boa Vista.
Carlos da Silva Barbosa, de 18 anos, a irmã dele, Caroline Vital Silva Barbosa, de 14 anos, e uma adolescente de 15 anos estavam dentro de um carro, quando desconhecidos efetuaram diversos disparos de espingarda calibre 12 e pistola calibre 380.
De acordo com informações, a adolescente baleada seria namorada de Carlos.
Os irmãos não resistiram aos ferimentos e morreram no local. A adolescente de 15 anos foi socorrida em estado grave.
Já no fim de semana, cinco duplos homicídios foram registrados em Pernambuco.
Entre  sábado (24) e domingo (25), dois homens foram mortos a tiros na Várzea, na Zona Oeste do Recife.
A Polícia Civil de Pernambuco registrou esse caso por meio da equipe de Força Tarefa de Homicídios na Capital.
As vítimas, dois homens, um com 31 anos e outro de idade não informada, foram encontradas sem vida, com perfurações de arma de fogo, na rua Estevão de Sá.
Também foram registrados duplos homicídios no Coque, na Ilha Joana Bezerra, na área central do Recife, e em Paratibe, em Paulista, na Região Metropolitana.
Em Salgueiro, no Sertão, um casal foi assassinado em um ataque em que mais de 30 tiros foram efetuados contra um carro.
Em Gravatá, no Agreste, pai e filho foram assassinados com vários tiros.
No Coque, dois homens foram assassinados e outro ficou ferido, no sábado (24).
Em Paratibe, também no sábado, também foram assassinados dois homens.
Em Salgueiro, as vítimas foram identificadas apenas como Damião e Damiana. O casal estava dentro de um carro, atingido por mais de 30 disparos de arma de fogo.

Fuga em Mossoró já dura mais tempo do que a caçada a Lázaro Barbosa.

Lázaro Barbosa ficou 20 dias foragido. Já as buscas por Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral entraram para o 23º dia (crédito: Divulgação/PCDF e SENAPPEN)
Lázaro Barbosa ficou 20 dias foragido. Já as buscas por Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral entraram para o 23º dia (crédito: Divulgação/PCDF e SENAPPEN)

As buscas por Lázaro contaram com a participação de 270 agentes. Na força-tarefa para recapturar Rogério e Deibson, 500 policiais estão envolvidos.

As buscas pelos dois fugitivos da Penitenciária Federal de Mossoró, no Rio Gande do Norte, entraram para o 23º dia nesta quinta-feira (7/3). As autoridades policiais ainda não têm pistas concretas do paradeiro de Rogério da Silva Mendonça e Deibson Cabral. O número de dias de buscas dos dois criminosos ultrapassa a caçada do assassino em série Lázaro Barbosa — que ficou 20 dias foragido em Cocalzinho de Goiás, em 2021, com busca que ganhou repercussão nacional.

As buscas por Lázaro contaram com a participação de 270 agentes. No 20º dia de buscas, ele entrou em confronto com a polícia, foi baleado e morreu em Águas Lindas de Goiás. Lázaro Barbosa matou quatro pessoas da mesma família em Ceilândia Norte (DF), em 9 de junho de 2021. No período em que ficou foragido, o criminoso invadiu chácaras, fez pessoas reféns e trocou tiros com a polícia.

Fuga em Mossoró

A fuga de Rogério e Deibson foi a primeira registrada em uma prisão de segurança máxima desde a criação do sistema penitenciário federal, em 2006. Segundo o Ministério da Justiça e Segurança Pública, cerca de 500 policiais estão envolvidos nas buscas pelos foragidos. Esses agentes são da Polícia Federal, Polícia Rodoviária Federal e polícias estaduais, e atuam durante dia e noite. A Força Nacional também está envolvida. O trabalho de recaptura dos criminosos é considerado complexo por estar sendo feito em terreno formado por matas, zonas rurais e com grutas.

Os agentes que participam das buscas utilizam drones, aeronaves e equipamentos que medem a temperatura corporal. O ministro Ricardo Lewandowski afirmou que nenhuma hipótese foi descartada, mas que só a conclusão da investigação poderá indicar se houve conivência de agentes penitenciários na fuga dos criminosos.

A Polícia Federal anunciou recompensas na busca dos dois fugitivos de R$ 15 mil para qualquer pessoa que tenha informações sobre Rogério da Silva Mendonça, conhecido como Querubin, e mais R$ 15 mil para denúncias que ajudem a captura de Deibson Cabral Nascimento, conhecido como Tatu ou Desinho.

As informações são do Correio Braziliense.