banner5

Papangu assassino: suspeito de mandar matar homem em loja de conveniência é preso.

 (Foto: Reprodução de vídeo)
Foto: Reprodução de vídeo

O caso ficou conhecido como “Papangu Assassino” por conta da fantasia usada pelo criminoso que cometeu o assassinato a tiros.

Um homem de 38 anos foi preso, nesta sexta-feira (14), suspeito de ser o mandante da morte do empresário Rafael Gonçalves Lima, de 34. O crime ocorreu dentro da loja de conveniência de um posto de gasolina, em Olinda, no Grande Recife, no dia 11 de fevereiro, Domingo de Carnaval.

O caso ficou conhecido como “Papangu Assassino” por conta da fantasia usada pelo criminoso que cometeu o assassinato a tiros.

Com a nova prisão, sobe para seis o número de capturados pela Polícia Civil por suspeita de participação no homicídio.

A prisão foi confirmada pela Força Integrada de Combate ao Crime Organizado de Pernambuco (FICCO), sob coordenação da Polícia Federal pernambucana.
Segundo a polícia, o homem foi localizado no bairro de Vargem Pequena, na cidade do Rio de Janeiro, capital fluminense. Ele é pernambucano, mas estava morando na cidade em que foi preso desde o dia do homicídio.
Realizada pela FICCO, a ação policial contou com o apoio de agentes da Diretoria de Inteligência da Polícia Civil-PE (Dintel), Divisão de Homicídios Metropolitana Norte (DHMN)  e Delepat-RJ, que deu cumprimento ao mandado de prisão preventiva por homicídio qualificado expedido pela Vara do Tribunal do Júri da Comarca de Olinda.
Entenda o caso
No dia 11 de fevereiro deste ano, o empresário Rafael Gonçalves Lima, de 34 anos, foi morto a tiros por um homem que estava fantasiado de papangu, em sua loja de conveniência, na Avenida Joaquim Nabuco, no bairro do Varadouro.
Antes disso, no dia 14 de março, a polícia apresentou detalhes da prisão de um jovem de 19 anos, que também é apontado no envolvimento do homicídio. Morador da comunidade V-8, no Varadouro, ele teria dito aos policiais que a  moto já havia sido repassada a um homem, em janeiro deste ano, antes do carnaval.
Além dele, no dia 1º de março, a polícia prendeu outro homem também por suspeita de envolvimento no caso.
Na época, ele foi alvo da  Operação de Intervenção Tática Quatro Cantos, que  cumpriu mandados de prisão e oito de busca e apreensão domiciliar.
A ação foi da 9ª Delegacia de Polícia de Homicídios (DPH), em parceria  com a 7ª Delegacia Seccional de Olinda, e o Batalhão da Polícia Militar de Pernambuco.
Sobre a FICCO
A Seção Pernambuco da Força Integrada de Combate ao Crime Organizado em Pernambuco – FICCO/PE – composta pelas Polícias Federal (PF), Polícia Civil (PC), Polícia Militar (PM), Polícia Penal (PP), e Polícia Rodoviária Federal (PRF). A FICCO-PE foi criada por meio de um acordo de cooperação técnica para atuar na repressão à criminalidade violenta.

 

 

Compartilhe:

Influencer morre de câncer e deixa mensagem de despedida aos seguidores.

Anca Molnar deixou uma mensagem de despedida pronta

 (foto: Reprodução/Instagram)
Anca Molnar deixou uma mensagem de despedida pronta (foto: Reprodução/Instagram)
Maquiadora e Influencer faleceu aos 35 anos, após enfrentar um câncer no cérebro.

Anca Molnar, maquiadora e influenciadora digital, morreu aos 35 anos, na última terça-feira (11), após lutar contra um câncer no cérebro. A romena, entretanto, deixou pronta uma mensagem de despedida para as redes sociais. O óbito foi informado pelo marido dela, Claudiu.

“Eu vim, vivi lindamente e parti para outro mundo. Lutei da melhor maneira que sabia e com todas as minhas forças até a última gota de esperança. Deixo em seu coração a gratidão pelo quão linda foi a minha vida e que o meu sorriso permaneça testemunho de que a vivi ao máximo”, declarou.

Por fim, ela deixou um conselho aos seus seguidores. “Tantas vezes quis pegar o telefone nas mãos pela última vez e deixar um último conselho: viva lindamente e viva plenamente! Fiquem bem, e me procurem entre as estrelas. De vez em quando, vou piscar o olho para você”, finalizou.

Confira as informações completas no Metrópoles.

Compartilhe:

Arraial do meu bairro chegou nesta quinta ao Planalto .

O projeto Arraial do meu Bairro, coordenado pela secretaria de cultura e esportes de Afogados, chegou nesta quinta-feira (13) ao Bairro Planalto.

A festa começou com as apresentações da fanfarra do Colégio Cônego João Leite, e da quadrilha junina “cuscuz na rodía” (rodilha).

A parte musical ficou por conta do cantor Junior Mendes, finalizando a noite com muito forró, animando os moradores do bairro Planalto e de outros bairros da cidade que se fizeram presentes ao evento.

Além dos moradores, o arraial do meu bairro contou com as presenças do Prefeito de Afogados, Alessandro Palmeira, do vice-prefeito Daniel Valadares, secretários municipais e dos vereadores César Tenório, Gal Mariano, Toinho da Ponte, Reinaldo Lima e Vicentinho.

Os organizadores da festa receberam troféu e certificado em reconhecimento à organização belíssima do espaço da festa. Os organizadores homenagearam a moradora Olindina Maria da Silva, figura bastante querida por todos no bairro.

O Secretário de Cultura, Augusto Martins, agradeceu a todas as secretarias envolvidas no apoio logístico ao arraial do meu bairro.

O Prefeito Alessandro Palmeira parabenizou a organização do arraial e aproveitou para anunciar a pavimentação da principal rural do bairro: a José Leite Padilha. Sandrinho aproveitou para convidar a todos a se fazerem presentes, no dia 5 de julho, à inauguração da nova ponte sobre o Rio Pajeú, ligando os bairros do São Cristóvão ao São Francisco.

 

Compartilhe:

Campanha contra a poliomielite entra na reta final em Afogados.

A campanha contra a Poliomielite está chegando na reta final em Afogados da Ingazeira. Além das ações nas unidades de saúde, a equipe de vacinadores tem percorrido as escolas e os centros de educação infantil para levar a vacina para as nossas crianças. A ação tem sido coordenada pela equipe de imunização da secretaria municipal de saúde.

A campanha, que encerrou as ações externas no ponto de apoio do conjunto residencial Laura Ramos, passou pelos Centros de Educação Infantil Maria Genedi Magalhães e Evangelina de Siqueira, como também pelas Escolas da educação infantil, São Sebastião e José Rodrigues. Até aqui já foram vacinadas 1.728 crianças abaixo de 05 anos, totalizando 78,54% das doses.

A campanha de vacinação contra a Poliomielite acontece até amanhã (14) e você que ainda não levou seu filho ou filha procure a Unidade Básica de Saúde do seu bairro e vacine sua criança.

Compartilhe:

Pernambucano João Gomes ganha Prêmio da Música Brasileira 2024 na categoria “Lançamento – Canção Popular”

O cantor João Gomes, natural de Serrita e residente em Petrolina, foi um dos vencedores do Prêmio da Música Brasileira 2024 (PMB), que teve evento de premiação realizado nessa quarta-feira, 12, no Theatro Municipal do Rio de Janeiro.

Ele concorreu nas categorias “Intérprete – Canção Popular” e “Lançamento – Canção Popular”, vencendo nesta última com o álbum “Raiz”.

Ao todo, 32 categorias do PMB premiaram artistas de destaque no mercado fonográfico nacional. Foram reconhecidos nomes como Xande Pilares e Jards Macalé, que levaram duas estatuetas para casa, Anitta, Iza, Ana Castela, Alceu Valença, Lia de Itamaracá, Maiara & Maraísa, Roberta Miranda e Marisa Monte.

Durante a festa ocorreu uma homenagem a Tim Maia, com performances reverenciando a música negra e relembrando o legado do artista que morreu em 1998.

Compartilhe:

Inscrições para o Enem terminam nesta sexta-feira (14)

Termina nesta sexta-feira (14) o prazo para inscrições no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). Os interessados devem acessar a Página do Participante e utilizar o cadastro na conta gov.br. A taxa de inscrição (R$ 85) deve ser paga até 19 de junho, e as provas serão aplicadas nos dias 3 e 10 de novembro, em todas as unidades federativas.

As solicitações de atendimento especializado e tratamento por nome social também vão até 14 de junho. Quem está concluindo o ensino médio em escola pública não paga taxa de inscrição.

O Ministério da Educação (MEC) pede aos candidatos que fiquem atentos ao cronograma. Ele foi alterado de forma a garantir a participação dos estudantes do Rio Grande do Sul, prejudicados pelas enchentes.

Balanço divulgado recentemente pelo MEC mostrou que praticamente 100% dos concluintes do ensino médio da rede pública estão inscritos no Enem em diversos estados. É o caso de Alagoas, do Amapá, da Bahia, do Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, de Goiás, do Pará, da Paraíba, de Pernambuco, do Piauí, Rio Grande do Norte e de Sergipe.

Compartilhe:

Apac alerta para chuvas em regiões de Pernambuco e aponta “estado de atenção”

A Agência Pernambucana de Águas e Clima (Apac) divulgou, na madrugada desta sexta-feira (14), o aviso meteorológico 46/2024, com previsão de chuvas para quatro regiões de Pernambuco. Seguindo a Agência podem ocorrer precipitações moderadas e pontualmente fortes no Grande Recife, Zona da Mata Sul, Zona da Mata Norte e Agreste.

Esse alerta vale para esta sexta-feira e segue até o sábado (15). Essas áreas estão em “estado de atenção”.

Nas redes sociais, a Apac informou que um “um sistema meteorológico conhecido como Distúrbio Ondulatório de Leste (DOL) deixa o tempo instável”.

A Prefeitura do Recife afirmou, na manhã desta sexta-feira, que a cidade está em “estado de atenção”.

“A possibilidade de chuva combinada com maré alta no Recife pode causar pontos de alagamento em algumas áreas da cidade. Identificamos algumas ocorrências por causa das chuvas. Dependendo de onde você esteja, sua rotina pode ser impactada. Nossas equipes estão trabalhando para reverter a situação.”, escreveu a prefeitura em comunicado divulgado nas redes sociais.

Detalhes

A Apac aponta que as precipitações devem ocorrer no Litoral e Agreste pernambucano.

“Pancadas de chuva com intensidade moderadas e pontualmente fortes deverão ocorrer a qualquer hora do dia desta  sexta-feira (14) e do sábado (15),  (incluindo a madrugada), principalmente nas regiões Metropolitana do Recife e Mata Norte” acrescentou.

Nesta quinta-feira (13), motoristas que voltaram para casa no final da tarde enfrentaram problemas com alagamentos em alguns pontos. A Prefeitura do Recife entrou em “estado de mobilização” e apontou locais com água acumulada.

Compartilhe:

Teresa Leitão e Rosa Amorim levam ao governo federal o caso do “Muro de Maracaípe”

A construção de um muro dificultando o acesso das pessoas à Praia de Maracaípe virou assunto nacional. Exemplo primário do que pode ocorrer com a aprovação da chamada “PEC da Privatização das Praias”, o caso agora está oficialmente denunciado ao governo federal. Nesta quinta (13), a senadora Teresa Leitão e a deputada estadual Rosa Amorim levaram a questão ao Secretário de Gestão do Patrimônio da União – SPU, Lúcio Geraldo de Andrade, e sua equipe.

Para a senadora, o muro “é um dos piores exemplos do que pode causar a PEC da Privatização das Praias. Quando a gente diz que é contra essa PEC, é porque coisas dessa natureza e piores podem acontecer”. “Estamos aqui na defesa do meio ambiente e contra o assédio político que está sendo feito ali em relação aos nossos moradores, em relação às pessoas de modo geral”.

Construído pelo proprietário de um terreno à beira-mar, o muro é feito de toco de coqueiros e está limitando o acesso de banhistas e trabalhadores à praia. O dono do terreno diz que o muro tem finalidade de conter o avanço do mar. Porém, o Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama) e a Agência Estadual de Meio Ambiente (CPRH) de Pernambuco afirmam que o muro está irregular e causa danos ao meio ambiente. A demolição do muro, ordenada pelo CPRH, foi impedida por uma decisão judicial.

Além da discussão social, ambiental e jurídica, o muro tem provocado também um forte embate político, repercutindo na prática a proposta de privatização das praias.

Defensora da derrubada do muro em favor da população geral, do meio ambiente e, em especial aos trabalhadores e trabalhadoras que vivem da praia (barraqueiros, marisqueiras, etc), a deputada estadual Rosa Amorim (PT) está sendo vítima de assédio político.

“Estamos lidando contra a política do ódio. Se tem alguma família que se diz dona do Pontal de Maracaípe a gente pode dizer que tudo isso vai por água abaixo, porque a praia é pública. O Pontal de Maracaípe sem muros é uma luta extremamente legítima”, reforçou Rosa Amorim.

As parlamentares pernambucanas saíram satisfeitas da reunião. “As irregularidades, o avanço da ilegalidade, questões intransponíveis no tocante aos direitos das pessoas, todas foram reveladas e inclusive todas estão sendo tratadas”, resumiu Teresa Leitão.

“Estamos aqui federalizando o caso. O governo federal vai se comprometer para que a gente possa já, já, retirar os muros do Pontal de Maracaípe”, complementou Rosa Amorim.

Compartilhe:

Suíça envia ao Brasil R$ 155 milhões recuperados de crimes, inclusive da Lava-Jato

https://s2-valor.glbimg.com/oxp38jE7ZeeOhtw6PB-UHEN27Sw=/0x0:400x266/984x0/smart/filters:strip_icc()/i.s3.glbimg.com/v1/AUTH_63b422c2caee4269b8b34177e8876b93/internal_photos/bs/2020/T/y/aXXshrTj2mdOkVZyZyuw/pgr-antonio-augusto-secom-mpf.jpg

A Suíça destinou ao Brasil R$ 155,4 milhões recuperados de crimes transnacionais de lavagem de dinheiro, corrupção e falsificação de documentos públicos, envolvendo os dois países. Parte desse montante tem relação com as investigações da Operação Lava-Jato, conforme apurou o Valor.

O nome da operação, no entanto, não consta das informações divulgadas para a imprensa.

De acordo com o material divulgado, cláusulas previstas nos acordos de compartilhamento de ativos impedem a divulgação dos nomes das pessoas envolvidas, assim como de detalhes dos crimes cometidos.

O atual presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) chegou a ser preso por conta das investigações. Além do Ministério Público Federal (MPF), também atuaram nos processos órgãos do governo, como o Ministério da Justiça e Segurança Pública e a Advocacia-Geral da União (AGU).

O montante destinado ao país corresponde à metade do valor total recuperado em sete casos apurados e julgados pelas autoridades da Suíça. As investigações duraram mais de dez anos, sendo que o auxílio prestado pelo Brasil ocorreu entre 2016 e 2020.

A primeira fase da Lava-Jato foi deflagrada em 2014 e nos anos seguintes foram fechados diversos acordos de cooperação internacional, inclusive com a Suíça.

Esse tipo de destinação está previsto na lei daquele país europeu, para que parte dos valores recuperados seja enviada a países que colaboraram de forma decisiva para a solução dos crimes investigados e julgados pelo Sistema de Justiça suíço. Essa é a primeira vez que o Brasil recebe recursos por conta dessa legislação.

Não se trata, portanto, de dinheiro repatriado requerido pelo Brasil, mas uma espécie de compensação prevista em lei para o país que presta auxílio jurídico na investigação.

O valor recebido será destinado ao Fundo Penitenciário Nacional (Funpen), administrado pelo governo federal. O aporte vai representar um incremento de mais de 40% ao orçamento previsto para o fundo este ano, que é de R$ 361,47 milhões.

Valor

Compartilhe: